Trem na Itália : Guia de Como Funcionam

como funcionam os trens na itália

Viajar de trem na Itália é uma maneira prática e relativamente barata de conhecer grande parte do país, especialmente suas principais cidades. A Itália tem uma boa malha ferroviária que corta o país de Norte a Sul, as principais cidades italianas são ligadas por trens de alta velocidade que cortam praticamente todo o país.

Viajar de trem na Itália

Viajar de trem é geralmente a melhor opção para visitar cidades grandes e médias. Dirigir nessas cidades não é a melhor opção, porquê muitas cidades tem restrições de trânsito no centro histórico por exemplo, sem contar que os estacionamento são poucos e caros, seria realmente uma grande dor de cabeça alugar um carro em Roma por exemplo.

Nas grandes cidades, a estação de trem geralmente fica no centro da cidade. Em cidades médias e pequenas, especialmente aquelas em altitudes mais elevadas (como Siena, Bergamo Orvieto, por exemplo), a estação está em uma elevação mais baixa e é conectada ao centro via ônibus, funicular, a pé ou de táxi.

metrô em roma

Para quem o trem na Itália não é vantagem

Viajar de trem na Itália não funciona para quem quer fazer um roteiro mais rural. Se a sua intenção é visitar vinícolas, explorar as praias maravilhosas da Sicília, ou qualquer tipo de turismo em cidades muito pequenas, contar apenas com o trem não é a melhor opção.

Isso é o caso de muitos lugares na Toscana por exemplo. Se a sua intenção é apenas conhecer as grandes e médias cidades, pode pegar o trem tranquilamente. Florença, Arezzo, Pisa, Siena, Lucca e outras cidades da Toscana contam com um bom serviço de trem.

Se a sua intenção é no entanto visitar vilarejos, vinícolas e outras paisagens toscanas, fica quase impossível depender exclusivamente do trem, já que há vilarejos onde o trem não passa.

trem na europa

Tipos de Trem na Itália

A Trenitalia, a companhia ferroviária pública italiana, cobre todo o território italiano. Você provavelmente vai pegar algum desses trens da Trenitalia, mas é bom saber que existem outras companhias de trem na Itália.

Regionale

O famoso pinga-pinga. É aquele trem que para em em praticamente todas as estações, é bem mais barato que os outros trens, mas quer um conselho? Evite a todo custo! Só pegue o trem regionale se ele for a única opção disponível.

Estes são os trens locais, e serve principalmente cidades menores. Há a possibilidade de pegar ele entre cidades maiores, mas não há lugares marcados, você entra e senta onde estiver livres, pode ser um problema em horário de pico.

Muitos trens regionais têm apenas assentos de segunda classe, mas se disponíveis, compre um da primeira classe. Nos trens regionale, a única maneira de ter certeza que você vai sentado, é reservando um bilhete de primeira classe.

Lentidão no trem regionale

Eu peguei um trem desses para ir de Veneza para Milão. Como era uma viagem longa, e eu já estava no final da viagem, eu decidi economizar e pegar um trem mais lento. Claro que eu me arrependi, não é? A viagem que deveria demorar 4 horas, durou mais de 6 horas porquê o trem quebrou no meio do caminho.

No trem regionale, você não tem assento marcado, e quando entrei no trem, ele já estava lotado e fui em pé. Em algum lugar no caminho eu consegui sentar, mas ai o trem quebrou.

Ficamos duas horas parados dentro do trem sem ar condicionado. Isso em pleno verão italiano, parecia uma sauna. A verdade é que não sabia que esse trem era assim, por isso o meu conselho é que dê preferência aos outros trens.

A realidade é que o trem regionale é uma economia incerta, embora baratos e frequentes, podem variar de limpos e confortáveis a velhos e sem ar condicionado no verão. As vezes por querer economizar 5-10 euros você tem uma viagem péssima, e que não vale a pena os euros que economizou.

trem milão

Intercity 

Intercity são trens relativamente rápidos que percorrem toda a extensão da Itália, parando em cidades médias e grandes cidades. O serviço de primeira e segunda classe está disponível. Eles não são trens rápidos, mas também não os pinga pinga, são trens normais.

Freccia  (Frecciarossa, Frecciargento, Frecciabianca)

Graças à rede de trens de alta velocidade, você pode fazer Florença-Roma em menos de 90 minutos e Turim-Milão em menos de 45 minutos. Entre os destinos propostos, também encontramos Bolonha, Nápoles e Veneza.

Mesmo que saia mais barato viajar com outros trens, eu recomendo muito o Freccia. Os trens são muito mais rápidos, e mais novos que o regionale. O Frecciarossa é o que você provavelmente vai pegar se ficar apenas nas cidades maiores da Itália.

italo trem

Italo

A Italo, uma empresa ferroviária privada, opera trens rápidos em rotas entre várias cidades importantes. Os trens da Italo são bem mais confortáveis e modernos que o da Trenitalia, mas no entanto tem o problema de não estar presente em todas as regiões da Itália, se você for apenas visitar as cidades principais, pode olhar os trens da Italo, mas se você for para cidades menores, a Trenitalia ganha disparado.

como funcionam os trens na itália

A Italo possui uma frota extremamente moderna de trens limpos e confortáveis, com classes de serviço que variam de Smart (padrão) a Club Executive (classe VIP). Eu usei a Italo numa viagem de Milão para Turim, e achei os trens excelentes!

Existem tomadas elétricas em todos os assentos para garantir que seus celulares, laptops e outros dispositivos eletrônicos estejam totalmente carregados e prontos para uso. Tem também wifi grátis que funcionou bem para mim.

Trem noturno

Há ainda os trens noturnos, o Intercity notte. São trens que percorrem grandes distâncias, e que no geral vão do norte para o sul (e vice versa). Uma das rotas mais populares são as que vão para a Sicília, sendo a Roma – Palermo a mais popular.

O conforto claro que aumenta conforme o preço. Há lugares sentados (que eu não recomendo) e há também cabines com beliches e treliches. Treliche é quase claustrofóbico para quem vai embaixo ou em cima, sendo o menos pior a cama do meio. Se você for pegar o trem noturno na Itália, prefira sempre o que tem cama beliche.

como viajar de trem na frança

Trens internacionais

A Itália está bem conectada à França, Suíça, Áustria e Alemanha, bem como a outros países europeus. Os países que fazem fronteira com a Itália tem inclusive trens regionais, já que a depender de onde você estiver, são apenas poucos minutos.

Ano passado eu estava em Chiasso na Suíça, cidade que fica na fronteira com Como já na Itália, então apesar de ser uma viagem internacional, era um trem regional pois levava apenas 7 minutos de uma estação para a outra.

As cidades do norte da Itália tem sempre trens internacionais. Já peguei vários de Milão para a Suíça (especialmente Lugano) assim como um de Lugano para Verona, que é um trecho da linha que vai de Zurique para Veneza. Você pode facilmente chegar de Paris a Milão pelo TGV, com paradas em Turim e Lyon.

como funcionam os trens na itália

Como comprar bilhetes de trem na Itália

Para quem vai fazer pequenos trechos regionais pode comprar na hora mesmo, basta encontrar uma máquina como essas ai que tem opções de outros idiomas além do italiano (não tem em português) ou ir na bilheteria. Trechos maiores entre as principais cidades da Itália eu recomendo que seja comprada com certa antecedência.

Comprando pela internet

Para trechos maiores, é sempre recomendável comprar pela internet com antecedência. Além da questão da disponibilidade, tem também a questão do preço. Comprando com antecedência você consegue preços muito mais em conta que comprando na hora.

Se você comprar pela internet, não precisa retirar o seu bilhete e tampouco imprimir, se tiver o QR code, basta deixar no telefone mesmo. O fiscal vai passar pelo trem e vai escanear o seu bilhete.

como funcionam os trens na itália
como funcionam os trens na itália

As estações de trem nas grandes cidades são sempre conectadas ao metrô. Geralmente quando você chega pelo metrô, é só seguir as placas indicando a estação ferroviária, bem simples.

como funcionam os trens na itália

Se localizando nas estações de trem


Os horários dos trens são exibidos nas estações de trem, tanto para partida (partenze) quanto para chegada (arrivi). A maioria das estações de trem tem um telão na parte central da estação, com a lista de chegadas e partidas. É normal que você chegue e que ainda não tenha o número da plataforma, eles costumam mostrar apenas uns 20 minutos antes da partida.

Precisa validar o bilhete antes de embarcar?

Depende. Se o seu bilhete tiver o dia, horário e assento marcado, não precisa. Geralmente são os trens mais modernos como o Freccia por exemplo. Já nos trens regionais, é necessário validar o bilhete. Próximo das plataformas geralmente tem uma máquina, faça como as outras pessoas.

trem na itália

Embarcando

Assim que você ver qual plataforma seu trem vai estar, você já pode ir em direção a ela. Se o trem estiver parado, já pode inclusive embarcar. Preste muita atenção no número do seu vagão e do seu assento, para evitar confusão maior no meio do trajeto.

como funcionam os trens na itália

Dentro das estações de trem na Itália

Há estações de trem grande, médias, pequenas. Algumas estações parecem quase um shopping, enquanto outras tem apenas uma bilheteria. Claro que o tamanho da estação de trem varia de acordo com a cidade. A estação Termini em Roma não é do mesmo tamanho que uma estação de um pequeno vilarejo.

onde comprar cosméticos na itália

Compras dentro das estações de trem na Itália

Eu sempre chego com muita antecedência para qualquer viagem. Eu chego tão cedo que muitas vezes dá para passear pela estação e ver um pouco as lojas, quando a estação é grande, é claro!

Uma das minhas favoritas é a Milano Centrale, que além de ser bem bonita, é também um grande shopping. Na estação, no térreo tem algumas lojas, mas é a galeria subterrânea aqui que é mais interessante, com lojas de grandes marcas.

Leia também : Onde comprar cosméticos na Itália

trem na holanda

Quantas malas posso levar no trem na Itália?

A Trenitalia não limita a quantidade ou o peso da bagagem, apenas diz que a sua bagagem tem que caber no espaço designado a ela, e não incomodar os outros passageiros. Na prática é diferente, porquê o espaço para malas é bem limitado!

Existe um pequeno compartimento acima da cabeça, mas que cabe apenas mala de mão. Do resto há um pouco de espaço na ponta do vagão, mas é sempre um espaço bem limitado, e é para dividir entre todos os passageiros.

Viajar de trem na Itália não combina com muita mala, no máximo um volume e uma mochilinha ou bolsa, afinal você será o responsável por sua mala o tempo todo. Subir e descer por degraus pequenos nos trens com muitas malas não é uma boa ideia.

trem comida

Vagão restaurante

Os trens rápidos possuem sempre um vagão bar. Não é lá super cheio de opções, mas sempre tem alguns sanduíches, saladas, comidinhas e bebidas. Claro que o preço é também mais caro que fora do trem, mas é sempre uma boa opção se você não quer levar nada para comer, ou esqueceu seu lanche.

Pode levar bicicleta?

Pode! O transporte de bicicleta se faz gratuitamente, com a condição que ela esteja numa sacola de transporte ou que esteja dobrada. As bicicletas devem ir nos lugares específicos para elas, ou de bagagem com a condição que não incomode os outros passageiros.

Booking.com

Esse post faz parte de uma blogagem coletiva, onde juntamente com outros blogs, escolhemos falar sobre trens.

Outros blogs que participaram

  1. Ligado em ViagemRoteiro de trem por 5 capitais da Europa: Londres, Paris, Bruxelas, Amsterdam e Berlim
  2. Destino CompartilhadoTrens na Itália: Viagens pela Calábria
  3. Destinos Por Onde Andei …Viagem de trem no Paraná: de Morretes à Curitiba
  4. Mariana ViajaViagens de trem para fazer no Brasil
  5. Pelo Mundo com ManuPasseio de Trem Maria Fumaça – De Carlos Barbosa a Bento Gonçalves
  6. Diário de TuristaComo visitar Neuschwanstein: O Castelo da Cinderela na Alemanha
  7. Tripping UnicornComo Comprar Passagens & Passes de Trem na Europa
  8. Viajante EconômicaDicas para viajar de trem na Europa
  9. Entre PolosTrem de Paris para Moscou
  10. Viaje na WebViagem de trem no Japão: Guia com preços, dicas de roteiros, malas e JR
  11. Recordações de ViagensConhecendo os Alpes Japoneses de Trem

Hospedagem: Aproveite ofertas exclusivas até 50%. Avaliações dos hóspedes, sem taxa de cancelamento, hotéis baratos, etc.

Passagens Aéreas: Encontre passagens aéreas baratas, encontre passagens aéreas com até 35% OFF.

Ingressos e Excursões: Não perca tempo! Lembranças não são feitas em filas. Reserve com antecedência e evite as filas das maiores atrações do mundo.

Viaje Conectado: O melhor chip internacional entregue em sua casa.

Seguro Viagem: Antes de fazer uma viagem é importante tomar alguns cuidados. Peça uma cotação e escolha o melhor plano: cobertura médica, extravio de bagagem e até cancelamento de voos! Ganhe 5% de desconto em seguro viagem com nosso link!

Loja da Paula : O que levo para viajar.

12 COMENTÁRIOS

  1. Adorei o post super detalhado sobre como pegar trem na Italia! Com certeza uma das melhores opções, senão a melhor, pois como você bem disse, dirigir em centros históricos é só para os loucos mesmo ha ha
    Bateu saudade e vontade de voltar. Ótimas fotos, boas recordações!

  2. A Itália é um dos melhores países para se viajar de trem, tanto pelo conforto quanto pelo preço. Ainda não andei nos da Italo, mas pelo que você falou, devem ser incríveis!

  3. Que excelente guia sobre como usar trem na Itália!
    A malha ferroviária é enorme e dá para explorar muito do país só de trem, mas sempre é bom estar atento pra não se meter em furadas, como tu bem fizeste o alerta!
    Parabéns pelo post, muito completo!

  4. Adorei os detalhes e explicações encontrados no seu post sobre como é viajar de trem na Italia. Dá para ter uma boa ideia de como aproveitar este tipo de transporte e também inclui-lo no roteiro de forma a só aproveitar mais a viagem!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.