O que Fazer em Veneza e o que Visitar

veneza canal

Atualmente, Veneza é uma das cidades da Europa mais visitadas no mundo. E não é para menos! Com lindas paisagens formadas por museus, igrejas e canais (onde acontecem os famosos passeios românticos em gôndolas), Veneza é um berço de cultura e história da Itália.

Como a cidade é toda cortada por canais, acabou se tornando um dos principais pontos turísticos da Itália.

Veneza é toda recortada por canais e ruas que formam verdadeiros labirintos. Os becos e pontes da cidade se unem aos canais e formam emaranhados para que qualquer um se perca pelo meio da cidade.

Mas não encare isso de uma forma ruim. Se tem algum lugar onde você provavelmente adoraria se perder, esse lugar seria Veneza.

Portanto, não tenha receio de andar sem um mapa pela cidade. No post de hoje, falaremos sobre as principais atrações turísticas da cidade.

O que fazer em Veneza e o que visitar

gondoleiro veneza

Passeios De Gôndola

Os passeios de gôndola são sem dúvida as principais atrações procuradas pelos turistas. Afinal, a cidade é mundialmente conhecida por esse tipo de passeio nos canais.

Além de ser uma programação romântica para os casais, é interessante fazer o passeio porque elas passam pelos principais pontos turísticos de Veneza.

Através dos canais é possível conhecer pontes famosas, praças e museus. Os passeios duram em média de 30 a 50 minutos.

É muito fácil encontrar gôndolas pela cidade. Você encontrará uma delas em praticamente todos os cantos de Veneza.

Geralmente, os gondoleiros dão preferência para passeios de 4 pessoas, mas se você preferir ir apenas com seu par romântico não tem problema. O preço não mudará. Não é um passeio caro e vale muito a pena ter essa experiência!

Campanário de São Marcos 

O Campanário de São Marcos, que você também pode conhecer como Torre Veneziana, é uma torre gigante que oferece uma bela vista, localizada na Praça São Marcos, uma das mais conhecidas e famosas de Veneza.

Do alto da torre, é possível ver a cidade toda de um outro ângulo. Como ela é bem alta, é possível avistar de cima as igrejas, praças, museus, canais, vielas, becos e as pequenas ruas que recortam a cidade.

O preço para fazer o passeio é de menos de R$40,00, mas o terraço da torre não é muito grande, e por isso não comporta muitos turistas. De manhã é o melhor horário para visitar o local, já que não há tanta gente.

o que fazer em veneza
foto : Shutterstock por TTstudio

Praça De São Marcos

A Praça de São Marcos é um lugar que você não pode deixar de visitar. É como ir até Paris e não conhecer de perto a Torre Eiffel.

A imponente Praça de São Marcos oferece uma das vistas mais bonitas da cidade. O contraste do pôr do sol com as águas dos canais forma um belo contraste.

Logo na entrada da praça, você poderá conhecer o Palazzo Ducale, local ondem ficavam os antigos governantes italianos. 

Você ainda pode conhecer o Palazzo Ducale por dentro, mas o passeio é um pouco demorado, porque há muita coisa para ver. Separe pelo menos um período do dia para fazer esse passeio.

Ao lado da praça, é possível avistar também a Ponte dos Suspiros, um famoso ponto turístico da cidade.

Existem outras pontes com esse nome ao redor do mundo (como a de Cambridge, por exemplo), e poucos sabem a origem do nome. Cada ponte recebeu esse nome por um motivo diferente.

No caso de Veneza, os suspiros se referem ao pesar de presidiários que ficavam nessa região séculos atrás, já que ela funcionava como uma prisão de segurança máxima.

o que fazer em veneza
foto : Shutterstock por Catarina Belova

Basílica de São Marcos

A Basílica de São Marcos é uma das mais belas igrejas de Veneza. Ela foi construída com base na arquitetura bizantina, é toda decorada com mosaicos dourados e funciona como sede da arquidiocese católica romana desde o início do século XIX.

Dentro da igreja há um painel enorme inteiramente decorado com pedras preciosas, mas é necessário pagar para ver a atração, embora o valor seja simbólico apenas.

A igreja possui um coro logo acima da cripta que fica bem no meio do edifício. A basílica começou a ser construída ainda no século IX, para abrigar o corpo d São Marcos. 

Dentro da basílica, você também poderá conhecer o Museu da Basílica de São Marcos. Lá você poderá conhecer de perto esculturas famosas, como a dos Cavalos de São Marcos, além de apreciar de perto os mosaicos que enfeitam o teto e as paredes da igreja.

Para entrar na basílica, os visitantes não podem usar mochilas, bermudas, regatas e tirar fotografias!

ponte veneza
foto : Shutterstock por S.Borisov

Ponte Rialto

Das pontes de Veneza, a Ponte Rialto é a mais famosa e a que mais atrai turistas do mundo todo, todos os anos. Além disso, é a ponte mais antiga da cidade!

Existe um canal principal em Veneza, cortado por 4 pontes majestosas. Essa é uma delas!

Durante muitos anos, alguns séculos atrás, essa ponte marcava o centro econômico de maior importância da região.

Ela foi construída no final do século XVI para tomar o lugar de outra ponte de madeira que já existia ali. Porém, como ela era mais frágil, já havia sido destruída algumas vezes, tanto por conta de incêndios quanto pela fragilidade do material.

A ponte possui um pórtico bem no meio, unido por duas pontes que se encontram inclinadas.

Você pode passear pela ponte a qualquer hora. Tente passear por lá pelo menos uma vez durante o pôr do sol para aproveitar o belo espetáculo da natureza e tirar uma foto da água espelhada pelo sol.

Logo depois da ponte, você também pode conhecer o Mercado Rialto, que não chega a ser como um mercado municipal de Veneza, mas possui uma grande variedade de frutas, legumes e verduras.

igreja veneza
foto : Shutterstock por Baloncici

San Giorgio Maggiore

Localizada na Praça de São Marcos, a Basílica de San Giorgio Maggiore é uma das mais belas de Veneza. Do alto da basílica, a vista para os canais e para as várias gôndolas cruzando as águas de Veneza faz qualquer viagem valer a pena.

A construção da basílica começou no final do século XVI, e ela é composta por três andares que exibem vários quadros famosos, como A Última Ceia e A Deposição, de Tintoretto, e a Virgem Com o Menino e Santos, de Sebastiano Ricci.

É possível subir até o topo da igreja por um elevador, de onde dá para ter uma visão geral de Veneza. 

Alguns pontos turísticos como a Praça de São Marcos, a Basílica de São Marcos e o Palácio Ducal estão muito próximos de San Giorgio Maggiore. Com apenas 10 minutos de caminhada, dá para ter acesso a essas outras atrações.

murano
foto : Shutterstock por funkyfrogstock

Visite a Ilha De Murano

Outro passeio muito interessante que pode ser feito em Veneza é a visitação à Ilha de Murano, que fica bem próxima à Veneza e é conhecida pelos trabalhos com vidros e cristais.

Por isso, ela também é conhecida como a Ilha do Vidro. Sua população é bem pequena e não passa de 5 mil habitantes. Na ilha, também fica localizada uma das igrejas mais antigas da região, a Basílica de Santa Maria e San Donato.

A principal atividade na ilha é a produção de vidro e cristal. Por isso, dá para encontrar uma porção de fábricas pela ilha.

Há também uma grande quantidade de lojinhas que vendem desde souvenirs de vidro até objetos domésticos. 

E, como você já pode imaginar, lá também fica localizado o famoso Museu do Vidro, com mais de 4 mil obras feitas com esse material. Dentre elas, destaque para espelhos, cálices e lustres, sendo que o mais famoso do museu tem o formato de uma aranha e pesa mais de 300 quilos!

Existem ainda outras ilhas ao redor de Veneza, mais bonitas do que Murano, mas mesmo assim vale a pena conhecer, nem que seja para ver de perto as belezas fabricadas com o vidro.

Ilha De Burano

A Ilha de Burano também merece uma atenção especial. Ela é uma das ilhas mais bonitas ao redor de Veneza, e é conhecida pelas casas coloridas.

Ao longo dos canais, passeando de gôndola, dá até para se perder em meio a tantas cores! As casas são pintadas com cores vivas, como azul, vermelho, laranja, amarelo. E o mais curioso é que os canais são como as ruas, já que elas possuem pequenas calçadas para ter acesso às embarcações.

A ilha é famosa pela produção de renda, e assim como Murano, possui uma população bem pequena, de apenas 4 mil habitantes.

Como a umidade local deteriora a tinta das casas, elas precisam ser pintadas com muita frequência, e isso é o que mais atrai os visitantes à ilha.

Como a ilha é bem pequena, o visitante não precisa de mais do que duas horas para conhecer tudo o que há pela região.

torcello
foto : Shutterstock por Mark Zhu

Conheça Torcello

Há séculos, a população de Veneza precisou se refugiar na Ilha de Torcello, que por muitos anos foi a mais povoada da região, com mais de 20 mil habitantes. 

Durante mais de 10 séculos a ilha manteve a população abrigada por conta de invasões de hunos à Veneza, mas por conta de uma malária, muitos habitantes morreram, e os poucos que sobraram precisaram voltar à Veneza.

Hoje, Torcello está quase totalmente abandonada. Restou um pequeno comércio e pouquíssimos moradores. A paisagem, que antes era bela e viva, hoje é decadente e cinza.

Bem ao centro da ilha você poderá visitar o Trono de Átila, local onde governou o rei dos hunos.

Fundada em meados do século VII, a Basílica de Santa Maria dell’Assunta é a mais importante da região. Um grande pórtico e as decorações com mosaicos da arquitetura bizantina fazem dela uma parada obrigatória para qualquer turista!

Você também pode subir no campanário para ter uma vista melhor da região. Aproveite para visitar em Torcello o Museu da Basílica e a Igreja de Santa Fosca!

Como Burano está muito próxima de Torcello (menos de 10 minutos), vale a pena separar um dia para conhecer as duas ilhas. É impossível visitar uma e não conhecer a outra!

Algumas horas durante a manhã serão suficientes para você conhecer as duas ilhas, caso não esteja com muita pressa. É um passeio que vale a pena fazer!

igreja de santa helena
foto : Shutterstock por Stephan Hockenmaier

Santa Helena – Para Quem Quer Lugares Mais Calmos

Se você quer fugir um pouco do centro e da movimentação, visite Santa Helena, ou Sant’Elena, considerada a região mais tranquila de Veneza. 

É o local perfeito para quem quer apreciar a vista da cidade sem sair dela e sem precisar enfrentar todo o tumulto dos turistas nos grandes centros. 

O que você mais encontrará pela região são pessoas fazendo jogging, andando de bicicleta, casais passeando. 

Se você visitar essa região de Veneza, não deixe de conhecer também a Igreja de Santa Elena. Também vale a pena conhecer os jardins da Bienal de Veneza.

Esse é o local ideal para quem quer passear, descansar e aproveitar o espetáculo que é assistir um pôr do sol nos canais.

Onde ficar em Veneza

Em Veneza eu fiquei hospedada no Hotel Anastasia que tem uma localização maravilhosa em Veneza! Ele fica super perto da Praça San Marco e por causa disso eu pude andar muito durante minha viagem, onde quer que eu estivesse, estava relativamente perto.

O hotel fica a uns 300m da Praça San Marco, e eu sou bem perdida com mapas. Juntando isso e ao fato de Veneza ser um labirinto de ruelas parecidas, é bem fácil de se perder, mas como eu tava perto da Praça San Marco, eu sempre me guiava pelo campanário proa achar meu hotel.

Clique aqui para ver todos os hotéis em Veneza

verona
foto : Shutterstock por Yasonya

Roteiro de viagem com Veneza

Quando fui pra Veneza, a primeira fiz aquele roteiro clássico : Roma, Florença, Bolonha, Veneza e Milão. Para uma primeira viagem na Itália era as cidades principais que queria conhecer.

Se não é a sua primeira vez, pode fazer uma viagem onde além de Veneza você coloca Treviso (que fica do lado de Veneza) e outras cidades como Verona, Pádua, Trieste, Cortina d’Ampezzo ou até mesmo envolvendo países fronteiriços como a Croácia ou mesmo Liubliana na Eslovênia.

trem veneza

Como chegar em Veneza

Geralmente as pessoas que vão pra Veneza, estão já viajando pela Itália. Veneza é bem conectada com com as outras cidades italianas. Você raramente terá problemas com trem na Itália.

Dá para chegar de trem em Veneza vindo das principais cidades italianas. Claro que cidades abaixo de Roma é mais complicado por ser mais distante, mas Veneza é bem servida de trens rápidos.

Dá inclusive para chegar em Veneza de trem vindo de países vizinhos. Tem trem saindo da França, Suíça, Alemanha e até mesmo Áustria ( Viena-Veneza) aliás, quando fui pra Verona, meu trem saia de Zurique e ia até Veneza, eu peguei ele em Lugano e desci um pouco antes de Veneza.

Dicas práticas sobre Veneza

Existe um fenômeno na cidade chamado de Acqua Alta, que é quando a maré sobe consideravelmente. Porém, você não precisa ter receio, já que toda a cidade é preparada para isso.

Isso só acontece quando a maré está no seu ponto mais alto, e mesmo assim dura menos de duas horas. Algumas das passarelas são desmontadas para não ficarem submersas, e é apenas uma questão de tempo para poder sair do hotel onde você se hospedar!

Tenha em mente também que quase todas as pontes de Veneza possuem degraus, e por isso uma mala com rodinhas não vai ser muito útil. O ideal é deixar no hotel, ou então em um guarda volumes na estação de trem de Veneza.

Você gostou das dicas de hoje sobre os principais pontos turísticos que deve conhecer ao visitar Veneza, a cidade dos canais na Itália?

Então, deixe o seu comentário abaixo, e não se esqueça de compartilhar esse post em suas redes sociais e com amigos que estejam planejando viajar para lá!

Hospedagem: Aproveite ofertas exclusivas até 50%. Avaliações dos hóspedes, sem taxa de cancelamento, hotéis baratos, etc.

Passagens Aéreas: Encontre passagens aéreas baratas, encontre passagens aéreas com até 35% OFF.

Ingressos e Excursões: Não perca tempo! Lembranças não são feitas em filas. Reserve com antecedência e evite as filas das maiores atrações do mundo.

Viaje Conectado: O melhor chip internacional entregue em sua casa.

Seguro Viagem: Antes de fazer uma viagem é importante tomar alguns cuidados. Peça uma cotação e escolha o melhor plano: cobertura médica, extravio de bagagem e até cancelamento de voos! Ganhe 5% de desconto em seguro viagem com nosso link!

Loja da Paula : O que levo para viajar.

12 COMENTÁRIOS

  1. Bah

    O povo exagera! Em alguns canais na parte de dentro vc sente alguma coisa, normal por ser água parada mas não chega ao ponto de feder e ser insuportável, até pq se fosse não estava lotada sempre e eu fui na alta temporada.
    bjo

  2. Priscila

    Pensei em ir em Verona mas no final das contas não rolou, uma pena!
    Pro logo vc tem que ir na página e qdo achar o brazucas na Itália vc tem que copiar o código html e ir na parte de editar o layout do seu blog e colar numa aba onde tenha html. Não sei se expliquei bem, se não entender me avisa q eu tento explicar melhor

    bjos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.