Gdansk : O que fazer e o que visitar

Última atualização

gdansk

Gdansk! Tenho certeza que a maioria de vocês nunca ouviu falar da cidade, a Polônia ainda não é um país bastante popular para turismo e ainda menos entre os brasileiros, os poucos que visitam se limitam a conhecer Cracóvia.

Eu descobri Gdansk porquê a Ryanair uma vez me enviou email com promoções e tinha um vôo muito barato para Gdansk, como eu nem sabia onde era fui olhar na internet e achei a cidade bem bonita, aliás depois de ter me surpreendido com Varsóvia eu percebi o quanto a Polônia é um país subestimado pela sua beleza.

gdansk

Eu decidi ir no começo do verão em junho e ainda assim não peguei o tempo tão clemente, fazia uma média de 15ºC ainda e só no segundo dia o sol saiu, a cidade em sí e o centro históricos são bem pequenos e em 20 minutos você atravessa de ponta a ponta, acho uma cidade ideal para ser conhecida num final de semana já que ela não precisa mais que dois dias (e estou sendo generosa) para visitar Gdansk.

gdansk

A torre com o relógio é a prefeitura que foi construída em 1379 quando Gdansk estava sobre dominação germânica, quando a cidade voltou a ser uma cidade polonesa eles ampliaram a prefeitura e adicionaram a torre, o relógio e o sino. Hoje a prefeitura de Gdansk tem um dos prédios mais bonitos da cidade.

gdansk

Fonte de Netuno, um dos símbolos de Gdansk

Uma cidade com uma história portuária tão importante com Gdansk não poderia ter um melhor símbolo que Netuno, a estátua de bronze é o maior símbolo da cidade e foi feita em 1549. No ínicio existia apenas a estátua solitária do Deus dos Mares, a fonte só foi adicionada a estátua em 1633.

Durante a Segunda Guerra, a estátua foi desmontada e escondida e só voltou para a Long Market que é a praça principal de Gdansk em 1954 e hoje é um dos lugares mais fotografados da cidade.

gdansk

A parte histórica de Gdansk era fechada por dois portões, o Green Gate que é esse aí e o Golden gate que fica na outra extremidade mas você leva em torno de 15 minutos para ir de um para o outro.

O Green Gate junto com o Golden Gate formavam a via real de Gdansk, aliás o Green Gate não é só um portão, a parte superior é um palácio que foi usado pela monarquia polonesa e hoje abriga uma das filiais do Museu nacional da Polônia.

gdansk

Uma coisa que me surpreendeu em Gdansk foi como eu achei a arquitetura parecida com a de outras cidades que também foram importantes cidades portuárias no passado como é o caso de Riga e de Antuérpia.

Em alguns momentos achei que os prédios lembravam Copenhague também, talvez por ter ido a Gdansk duas semanas depois de voltar de Copenhague, mas tudo custa no mínimo metade do preço de Copenhague.

gdansk

Gdansk Eye e a vista da cidade

Lembram que eu falei que a cidade é pequena não é? Um pouco depois da rua principal fica a roda gigante da cidade que eu apelidei de Gdansk Eye em referência a London Eye

Dar uma voltinha na roda gigante é uma das melhores coisas para fazer quando estiver em Gdansk porquê do alto você tem uma vista incrível da cidade e mesmo das cidades vizinhas. Assim como a London Eye, a roda gigante de Gdansk é bem alta e tem cabines fechadas, mas as cabines aqui são muito menores que as da London Eye.

gdansk

Orla de Gdansk

Atrás do Green Gate fica a orla de Gdansk sobre obre o rio Motlawa, é uma área bem legal de passear com vários restaurantes e casas coloridas, além de ter mais um museu de âmbar.

Falando em âmbar, Gdansk é a capital do âmbar e além de museu falando sobre a história do âmbar você vai encontrar muitas coisas feitas com âmbar, e jóias de todo tipo nas principais ruas da cidade.

gdansk

gdansk

Historicamente a cidade foi sempre uma importante cidade portuária, e teve seu ápice durante a época da Liga Hanseática onde Gdansk comercializava para quase toda a Europa.

A cidade viveu muito tempo sobre domínio alemão e foi altamente destruída durante a Segunda Guerra, muito pouco da cidade foi poupado e a maioria das construções que vemos hoje não são originais, foram restauradas segundo os arquivos da época tentando manter o máximo possível da sua originalidade.

gdansk

Em dias de tempo bom dá para fazer passeios de barco tanto com um barco com temática pirata como barcos normais que fazem passeio turísticos. O barco de pirata faz o passeio em 90 minutos e mesmo se depois de um tempo a paisagem não é das melhores, há animação dentro do barco com os atores fantasiados de pirata.

gdansk

gdansk

Na outra extremidade da parte histórica, fica o Golden Gate que é um portão construído no século 17 para substituir um antigo portão da cidade que data do século 13 de estilo maneirismo. Assim como a maioria dos monumentos da Polônia, o portão foi destruído durante a Segunda Guerra e só voltou a ser restaurado recentemente em 1997.

gdansk

Comendo em Gdansk

Essa foi a minha segunda vez na Polônia, então já conhecia um pouco da culinária local e na minha primeira refeição em Gdansk eu logicamente pedi Pierogi que seria algo próximo do gnochi.

A Polônia é o mais mais barato da Europa que já visitei e eles ainda não adotaram o Euro, a moeda é o zloty e tudo é bem mais em conta que na maioria dos países da Europa, posso dizer que em alguns restaurantes o preço chegava a ser praticamente metade dos praticados aqui em Londres.

gdansk

Outra delícia da culinária polonesa é Zurek, uma sopa feita com linguiça defumada, batata e ovos. Geralmente nos restaurantes eles servem Zurek dentro de um pão, e você pode aproveitar esse pão para comer junto com a sopa.

Eu passei um final de semana em Gdansk e apesar do clima ainda estar um pouco frio para junho, eu adorei a cidade!

 

Como chegar em Gdansk

Gdansk possui um aeroporto internacional que é o terceiro maior da Polônia. Gdansk tem voos de companhias aéreas tradicionais como KLM e Finnair, e voos de low cost com Ryanair e Wizzair. Outra possibilidade é chegar na cidade de trem, há trens vindos de Varsóvia, Katowice, Bydgoszcz, Poznan, Wroclaw e outras cidades polonesas. Há inclusive trens internacionais que saem de Berlim e Frankfurt.

 

Outros posts sobre a Polônia



Booking.com

15 COMENTÁRIOS

  1. Oi Paula, meu nome é Fernanda. Vou para Polônia em julho, para Gdansk e depois para Cracóvia, queria saber se tudo é mais barato lá, como por exemplo roupa, lembranças, sapatos, coisas assim. Adorei o texto, vou passar 6 dias em Gdansk e agora to com receio de ser muito tempo, mas vamos lá hahaha Obrigada!

  2. Oi Paula,
    Vou passar uma semana na Polônia, chegando e saindo por Gdansk. Pensei em ficar 2 dias na cidade e o restante dos dias em Varsóvia. Acho que não dá tempo para ir até Cracóvia … o que acha ? Alguma sugestão de onde se hospedar em Gdansk ? Beijos, obrigada, Lidiane.

  3. Olá Paula!!

    Foi uma sorte encontrar teu blog, que é uma gracinha e muito útil. Eu precisava adquirir um presente para mandar para uma pessoa que está em Gdansk e faz aniversário. Eu estou no Brasil. Sabes me dizer se há alguma lojinha virtual por lá, que eu possa comprar algo e solicitar a entrega?
    Agradeço-te por qualquer informação

    • Lu

      Obrigada! 🙂 Eu não conheço nenhuma loja específica de Gdansk, mas na Europa em geral as pessoas usam muito o Amazon para compras, e dá para comprar absolutamente de tudo, e aí vc coloca como endereço de entrega o endereço da pessoa!

  4. Olá Paula. Tudo na Paz? Parabéns pelo blog.
    Você poderia nos indicar brasileiros (pode ser com algum tipo de comércio, principalmente bares,restaurantes ou lojas de suvenires), para recorrermos como um certo tipo de apoio extra oficial em Gdansk? Sabe aquela coisa de estar em um outro país (ainda mais com um idioma complicado pra nós), um pouco confuso e encontrarmos um brasileiro já “escolado” no lugar? Pois é. É isso.

    Atenciosamente, Adonias Oliveira

    • Adonias

      Infelizmente eu não conheço ninguém para indicar, fui a Gdansk durante um final de semana, mas mesmo com o idioma complicado, se vc fala inglês não vai ter muito problema, a cidade é compacta e tranquila. Boa viagem!

  5. Olá,
    Paula, to pensando em fazer 2 dias Gdansk, 2 dias Varsóvia e 4 dias Cracóvia na Pascoa. Vc acha que a viagem pode ficar muito cara?? Vale muito a pena ir pra Varsóvia? tem outra cidade menos conhecida que vc colocaria no roteiro no lugar? Vou chegar de Ryan air e pretendo ficar em hostels e me deslocar de flixbus entre as cidades não queria gastar mais do que 300 euros no total. Vc acha possível? Considerando 20 euros nos voos e uns 10 euros por dia nos hostels (já pesquisados). Sou universitário então da pra tirar da comida pra prioridade em festa e atrações kkk. Se possível dicas sobre o que fazer a noite tb são bem vindas.

    • Franco

      A Polônia é dos países mais baratos que tem. Sempre dá para economizar se você não for para atrações pagas por exemplo, eu não cortaria Varsóvia não, gosto muito da cidade! Em Cracóvia, o hostel Greg and Tom beer tem festa, bar e coisas bem mais em conta que alguns bares da cidade

  6. Meu irmão vai participar do campeonato de atletismo em Torun em final de março/19 e gostaríamos de conhecer cidades nos arredores que dê para fazer um bate volta. Depois vamos para Varsóvia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.