Monte Saint Michel

Monte Saint Michel

Monte Saint Michel

O Monte Saint Michel é um dos lugares mais visitados na França, mais de três milhões de vistantes passam por lá todos os anos. O monte que vira ilha tem uma história de mais de mil anos de fé e peregrinação e foi um lugar de resistência aos ingleses durante a Guerra dos Cem Anos.

Monte Saint Michel

A história do Monte Saint Michel como culto cristão começa no ano de 709 quando foi construído um santuário para São Miguel Arcanjo (Saint Michel em francês) daí começou a abadia e as peregrinações, na época medieval ele era o maior centro de peregrinagem da Europa, vinha muita gente de toda a França, Inglaterra e da Europa do Norte. Pouco a pouco o vilarejo em torno do santuário foi se desenvolvendo e já chegou a ter mil pessoas morando na parte interna.

Monte Saint Michel

Eu estava viajando pela região da Bretanha e tinha decidido ir ao Monte Saint Michel no domingo, mas lembrei que talvez estivesse muito lotado e inverti minha visita : no domingo fiquei em Saint Malo e na segunda fui ao Monte Saint Michel que estava um pouco mais tranquilo que aos domingos, então se você pretende visitar o Monte Saint Michel e pode evitar o final de semana, evite! Fica bem lotado!

Outra coisa que fiz foi ir um pouco mais cedo para tentar evitar os grupos de excursões, eu cheguei um pouco antes das 10h e quando desci ví que que havia vários grupos subindo e que estava lotado.

Monte Saint Michel

Uma coisa curiosa é que apenas um terço dos visitantes que vão ao Monte Saint Michel, visitam a abadia. A subida se faz de forma tradicional, pelas ruas estreitas e íngremes do vilarejo que são cheias de lojas que vendem lembrancinhas e restaurantes. O vilarejo em sí me lembrou Carcassonne por ter essa estrutura medieval e ser fechado com lojas de lembrancinhas dentro da parte fortificada.

monte saint michel

Para entrar na abadia é necessário pagar um ingresso de 9€ e você pode ver que lá em cima não era só uma abadia mas uma cidade pras centenas de monges que viviam lá. A abadia teve uma construção difícil por causa da forma de pirâmide do monte, então ao mesmo tempo que eles construíam a abadia, eles envolviam a rocha com outras construções criando assim uma lateral que servia para equilibrar todo o resto.

Monte Saint Michel

Eu adoro ver os claustros das catedrais, há quem diga que são todos iguais mas eu adoro esse enfileirado de colunas, e aqui o claustro era o ponto central da abadia levando a vários outros pontos e também o ponto inicial das procissões dos santos. O que gostei nesse claustro é que ele tem uma espécie de vão onde é possível ver o mar em momentos de maré alta.

Monte Saint Michel

O Monte Saint Michel fica na região da Normandia, quase na fronteira com a Bretanha então é possível ver muita influência bretã no que diz respeito a comida principalmente, há várias creperias dentro do monte e nas cidades vizinhas assim como lojas que vendem doces e biscoitos tipicamente bretões.

Monte Saint Michel

O Monte Saint Michel é um monte com a maré baixa, e quando a maré sobe ele vira uma ilha já que a maré sobe até 15m e inunda tudo isso. A maré é inacreditavelmente rápida, sabe aquela maré que leva algumas horas até encher? Aqui leva poucos minutos, os franceses costumam dizer que a maré do Monte Saint Michel é mais rápida que um cavalo que galopa e é verdade, uma vez ví na televisão um cavalo que corria e mostrava a velocidade do cavalo e o da maré do Monte Saint Michel e no final a maré avançava muito mais rápido!

O pessoal de lá tem uma preocupação muito grande com a subida da maré e todos os dias eles mostram a tábua de marés e sinalizam até onde a maré sobe naquele dia e a que horas, não são raros problemas com pessoas que deixam o carro em lugar onde a maré chega e quando voltam o carro está parcialmente coberto de água ou turistas que voltam correndo quando percebem a velocidade da subida da maré.

Monte Saint Michel

Monte Saint Michel

Como chegar ao Monte Saint Michel usando transporte público :

Eu aluguei um carro e essa é sem dúvida a maneira mais fácil, porquê ainda por cima dá para visitar pequenos vilarejos da região, mas como sei que nem todas as pessoas tem a possibilidade de ir de carro, vou explicar como ir usando o transporte público

Saindo de Paris você pode pegar um trem TGV que vai até Rennes ou até Saint Malo. Se pegar o que vai a Rennes, na frente da estação de trem tem ônibus que vai para o Monte Saint Michel, são 4 ou 5 ônibus por dia que saem em horário que combina com a chegada dos trens de Paris e o trajeto dura 1:20h saindo de Rennes.

Para o trem de Saint-Malo, o melhor é descer em Dol de Bretagne e de lá pegar um ônibus que vai até o Monte Saint Michel em apenas 30 minutos de trajeto. Para maiores informações, consulte o site da empresa de ônibus que faz o trajeto.

 

Posts sobre a Bretanha :

Procurando hotel próximo do Monte Saint Michel?

Planeje sua viagem e aproveite as ofertas dos nossos parceiros

Pesquisa de voos baratos: Pesquise e compare voos no JetRadar

As melhores ofertas de hotéis estão aqui: Booking.com

Se você prefere viajar de trem: Rail Europe

Aluguel de carro: As melhores tarifas para alugar um carro

Ônibus Turístico no mundo todo: Big Bus Tours

Reserve os ingressos para atrações e tours guiados: Ingressos corta fila para atrações no mundo todo

Prepare a sua viagem com os guias: Planeje já sua viagem!

Seguro de viagem, simples e flexível: Comprar, prolongar e requisitar online

A cada vez que você reserva pelo meu blog, eu ganho uma pequena comissão que ajuda a manter o blog, obrigada!

About The Author

Uma menina baiana morando em Hong Kong. Já chamou de casa cidades como Paris e Londres e hoje se aventura na Ásia. É viciada em viajar e ama Istambul de paixão!

Related posts

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais em Europa, França, Monte Saint Michel, Slides
science museum
Science Museum : Museu da Ciência

saint malo
Saint Malo : O que Fazer e o que Visitar

Fechar