Chambéry : O que Fazer e Visitar

Chambéry : O que Fazer e Visitar

chambéry

Apesar de hoje Chambéry ser apenas uma cidade de médio porte na França, ela tem um passado extremamente importante. Chambéry foi a capital do Ducado de Savoia, um estado que englobava partes do que hoje é o sudeste da Franca e a Itália pra ser exata.

Chambéry era a cidade mais importante, e tinha uma posição de destaque ate que decidiram transferir a capital para Turim. Daí, Turim começou a ganhar mais e mais destaques, e Chambéry aos poucos foi caindo de importância, e hoje a diferença de tamanho das duas cidades é gritante, Turim tem uma população pelo menos 10 vezes maior que Chambéry.

chambéry

Eu passei 24h em Chambery, e a cidade é uma graça mas não é daquelas cheias de atracões e que precisa de muito tempo para visitar, tanto é que pouca gente passa mais tempo que isso, Chambery geralmente é um passeio bate e volta saindo de Lyon, ou ainda de Grenoble já que fica na metade do caminho das duas.

O que visitar em Chambéry

chambéry

O centro histórico é bem bonitinho, muitas ruas são fechadas para pedestres e as vezes dá impressão que estamos numa cidade cenográfica alpina. Chambéry é uma dessas cidades associadas ao inverno, ela fica cercada pelos Alpes, e há inúmeros resorts de ski na região, muita gente usa a cidade como base para férias de inverno para esquiar.

Essa parte da França me lembra bastante a Suíça, mas também pudera, Chambéry está também bem próxima de Genebra, aliás a região de Rhône-Alpes onde estão cidades como Chambéry, Lyon e Annecy é uma espécie de cruzamento de Suíça e Itália, a cidade de Chambéry por exemplo está a mais ou menos 100 km da fronteira com a Itália e um pouco menos da Suíça, quase uma tríplice fronteira.

chambéry

Castelo dos Duques da Savoia

chambéry

A principal atracão de Chambéry é o castelo dos duques de Savoia, infelizmente ele está fechado para visita avulsa, a única possibilidade de visitar o castelo é com a visita guiada, que quando eu fui custava 6,50€ e acontece diariamente as 14:30h, dá pra reservar no escritório de turismo.

chambéry

chambéry

Como não consegui entrar, eu fotografei só a parte de fora do castelo mesmo. Se você não conseguir fazer a visita guiada, tente visitar a área externa do castelo, não é a mesma coisa mas ainda assim dá para fotografar um pouquinho.

chambéry

Já falei das ruas fofas do centro histórico? A cidade tem várias ruas medievais bem conservadas, essa aqui é do século XIV e ainda dá pra ter uma pequena amostra de como era a cidade, apesar de hoje as ruelas estarem lotadas de lojas.

Outra coisa que a gente vê bastante no centro histórico são palacetes, os chamados hôtel particuliers, como Chambéry foi a capital de um ducado, era preciso ter imóveis a altura e organizar a cidade para que pudesse abrigar a corte, e o resultado disso são os belos imóveis da cidade, que tem muita pompa para uma cidade de apenas 60 mil habitantes.

chambéry

Ainda no centro histórico, na Praça Saint-Léger fica esse relógio no alto de um prédio, numa das praças mais centrais da cidade. Como eu fui no verão, aproveitei a praça que tem vários bares e cafés, sempre sentava ali para ver a vida passar e apreciar um pouco da cidade e dos seus habitantes, imagino que no inverno seja um pouco diferente.

chambéry

chambéry

A catedral de São Francisco de Sales é uma outra atração da cidade, por ser o maior lugar de culto religioso, eu estava esperando uma catedral um pouco mais elaborada, mas a fachada dela é bem simples, franciscana mesmo, mas não se deixe enganar pela aparente simplicidade, você vai se surpreender na parte de dentro.

chambéry

chambéry

Se por fora a catedral é bem normalzinha, é por dentro que ela revela toda a sua beleza. A catedral é pintada de uma maneira que dá uma ilusão de ótica e em alguns momentos, o chamado trompe l’oeil que é a maior coleção desse tipo na Europa.

Por dentro faz a gente lembrar uma catedral muito mais pomposa do que ela realmente é, em estilo gótico. Ainda sobre a relação Chambéry-Turim, na catedral há uma réplica do Santo Sudário, e uma pequena exposição explicando um pouco sobre o verdadeiro Santo Sudário (que está em Turim) a réplica foi um presente no aniversário de 150 anos da volta da região de Savoia a França.

chambéry

chambéry

A fonte dos elefantes é um dos maiores símbolos de Chambéry, é é realmente uma fonte de água que sai pela tromba dos elefantes. São quatro elefantes alinhados em forma de cruz de Savoia e no topo uma estátua do General De Boigne.

O General de Boigne nasceu na cidade e entre a estátua dele e os elefantes é possível ver armas, e objetos comemorativos fazendo alusão a sua vitória na Índia. A fonte dos elefantes termina formando uma rotatória e é um dos principais monumentos de visita da cidade.

chambéry

A cidade é toda circundada pelos Alpes, eu fui em pleno verão mas imagino que o cenário fique incrível durante o inverno, porquê praticamente de qualquer lugar dá para ver as montanhas, e imagino que elas fiquem lindas cobertas de neve.

Já falei que Chambéry e Turim são cidades-irmãs né? Não no real sentido, mas no sentido das duas terem um passado comum, e que apesar de hoje pertencerem a países diferentes, elas já foram cidades do mesmo ducado.

Apesar de hoje ter uma diferença grande no tamanho das duas, algumas coisas aqui me lembraram a cidade italiana, e essa rua toda coberta com arcadas me lembrou muito os pórticos de Turim.

chambéry

Onde comer em Chambéry

Se você assim como eu, estiver em Chambéry num domingo a noite, não demore muito para ir jantar porquê muitos lugares estavam fechados, mesmo sendo em pleno verão.

Um lugar que eu fui e gostei foi a creperia Le Gulliver, bem no centro histórico de Chambéry com varias opções de crepes. Eu escolhi ch’ti, que vem com um queijo forte – morilles que é especial da região de Lille

Outro lugar que fui, foi o We Sushi, ambiente simples e acolhedor, foi a melhor opção do domingo a noite. São várias opções de maki, sushi, sashimi e algumas opções de combo com bebida.

hotel em chambéry

Onde se hospedar em Chambery

Em Chambéry, eu fiquei hospedada no Mercure Centre que tem uma excelente localização, ele fica na frente da estacão de trem e bem perto das atracões da cidade, bem conveniente para quem faz uma parada na cidade ou vai ficar alguns dias aproveitando a região e os Alpes.

Planeje sua viagem e aproveite as ofertas dos nossos parceiros

Pesquisa de voos baratos: Pesquise e compare voos no JetRadar

As melhores ofertas de hotéis estão aqui: Booking.com

Se você prefere viajar de trem: Rail Europe

Aluguel de carro: As melhores tarifas para alugar um carro

Ônibus Turístico no mundo todo: Big Bus Tours

Reserve os ingressos para atrações e tours guiados: Ingressos corta fila para atrações no mundo todo

Prepare a sua viagem com os guias: Planeje já sua viagem!

Seguro de viagem, simples e flexível: Comprar, prolongar e requisitar online

A cada vez que você reserva pelo meu blog, eu ganho uma pequena comissão que ajuda a manter o blog, obrigada!

About The Author

Uma menina baiana morando em Londres, apaixonada por cosméticos, e por viagens.. Adora viajar e falar sobre cabelo, por isso decidiu ter dois blogs: Um para cada paixão.

Related posts

10 Comments

  1. NiKi Verdot (1001 Dicas de Viagem)

    Paula, amei seu post. Estou morando em Dijon e tentando, sempre que possível, conhecer às cidadezinhas francesas “menos turísticas”. Não conhecia essa e fiquei apaixonada (menina, o é aquela fonte dos elefantes!? achei demais). Assim que possível vou tentar visitá-la.

    Reply
  2. Viviane Carneiro

    Nossa… que cidade mais linda, charmosa e repleta de atrações interessantes. Amei o post e fiquei com muita vontade de conhecer esse lugar. Bjs

    Reply
  3. Lua Ferreira

    Tão bom quanto ler o seu post é ver as fotos! A França é cheia de lugares incríceis e Chambery, que ainda não conheço, é mais um deles. Adorei suas dicas e j´anotei para visitar no próximo ano. 🙂

    Reply
  4. Klecia

    Que lindo cantinho, Paula! Eu ia adorar um passeio por Chambéry, umas horas (ou dias) sem pressa por essas ruas charmosas. A Fonte dos Elefantes é um espetáculo, que linda e impressionante! As cidades pequenas da França são uma paixão minha, queria poder visitar todas!

    Reply
  5. Mariana

    Que graça de cidade, Paula! Nunca tinha ouvido falar em Chambéry, mas Turim tem a fama de ser muito industrial – e não ter tanto charme assim, né. Fiquei curiosa quanto à cidade francesa! Ai, a França… <3

    Reply
  6. Edson Amorina Jr

    Eu adoro essas cidades menores, sejam da França ou mesmo daqui da Alemanha. São pequenas gemas, sempre com algum detalhe que nos surpreende. Essa fonte com os elefantes é maravilhosa, fiquei com bastante vontade de ver ao vivo.

    Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *