O que Fazer em Liège na Bélgica

Última atualização

Liège
Liège na Bélgica, não está entre as cidades belgas mais visitadas. Se vocês procurarem em blogs de viagem posts sobre Liège dificilmente vão encontrar muita coisa, Liège que é a quarta maior cidade da Bélgica não é nem um pouco turística e foi por isso mesmo que eu quis ir.
Ok, quando me disseram que as pessoas de Liège eram simpáticas isso foi um motivo a mais e me fez querer ir já que imaginei que seria mais fácil de entrar em contato com os locais porquê eles são abertos e porquê falo francês. Essa é minha terceira vez na Bélgica e com exceção de Bruxelas é a única cidade francófona que fui.
Liège
 A cidade é cortada pelo rio Meuse e se você estiver hospedado próximo do centro pode facilmente fazer quase tudo a pé, o centro histórico de Liège é bem reduzido e os poucos imóveis de interesse disputam lugar com as lojas. Aliás Liége por ser uma cidade grande à nivel de Bélgica tem filiais das principais lojas belgas e européias, o comércio é menor que em Bruxelas mas achei maior que o de Ghent e o de Brugges.

O que fazer em Liège na Bélgica

gare guillemins

Gare Liège Guillemins

Você provavelmente vai chegar em Liège de trem, e vai ver a estação de trem bem futurística da cidade. Quando bati o olho nela, além de achar super bonita e moderna, me fez pensar em alguns lugares que conheço, e em especial a Estação do Oriente em Lisboa e alguns pontos de Valencia. Bingo! Descobri que foram feitas pelo mesmo arquiteto, é dele também o Museu do Amanhã no Rio e a Puente de la Mujer em Buenos Aires.

gare guillemins

Quando cheguei nessa estação futurística, já fiquei com boa impressão da cidade. Liège me pareceu uma cidade legal desde o princípio, pude perceber porquê estava um tanto perdida para pegar o ônibus na estação e todo mundo me ajudou, inclusive o motorista me avisando onde deveria descer.

Liège

Liège

Além de andar a pé eu aproveitei e fiz um passeio de barco, o barco fica no cais em frente ao Aquário de Liège e custa 6€ por 50 minutos de trajeto, os ingressos são comprados na bilheteria do Aquário.

No dia que eu fui cheguei, comprei meu ingresso e faltando 10 minutos para o horário previsto só tinha eu e o barqueiro, já na hora do barco sair é que apareceram mais dois casais então éramos cinco passageiros num barco que tinha capacidade para pelo menos 50 passageiros, e olha que nem estávamos na baixa estação.

Liège

Eu  cheguei em na cidade num dia ensolarado, daqueles dias em que todo mundo quer aproveitar até a última gota de sol por ser já setembro e a gente nunca sabe qual o último dia de sol, cheguei perto da hora do almoço e as varandas dos restaurantes estavam lotadas e muita gente aproveitando na praça da catedral.

Liège

A catedral de Liège

A catedral que tem São Paulo como santo padroeiro é um dos principais pontos para ser visto na cidade que  fica muito próximo da praça St Lambert que é exatamente o ponto mais central de Liège, onde comércio e parte antiga na cidade se misturam. A atual Catedral de São Paulo de Liège (cathédrale de Saint-Paul de Liège) fica no mesmo lugar onde existia a catedral de St Lambert que foi destruída em 1794.

Liège
Liège

A catedral fica aberta e o acesso é livre para qualquer pessoa exceto durante as missas, vale a pena entrar para apreciar a arquitetura, os vitrais e o jardim interior da catedral. Quando eu fui ví que o escritório de turismo de Liège organiza visitas guiadas, o ruim é que acontece apenas uma vez por dia e apenas em francês.

Liège
Liège

Uma das partes mais bonitas dessa igreja gótica é o teto, ou melhor aqui é uma abóbada tanto da parte interior da nave da igreja com o teto da parte exterior que dá para os jardins tem as abóbadas cruzadas como é bastante comum nas catedrais góticas européias.

Liège

Liège

Na parte alta de St Lambert vocês vão ver um prédio bem imponente, é o Palais des Princes Évêques. Esse palácio que hoje funciona como prédio de palácio de justiça. No mesmo lugar um palácio fortificado já existia desde o século XII e funcionava como palácio episcopal. Uma pequena parte do interior do palácio hoje é aberta ao público.

Liège

Ainda em St Lambert fica a ópera de Liège, St Lambert é praticamente a única parte onde os visitantes encontram imóveis históricos e onde as poucas coisas a serem visitadas se concentram.

rio meuse

Liège fica no extremo leste da Bélgica, pertinho da fronteira com a Alemanha e a Holanda, pensei em ir em Maastricht que fica na Holanda mas pelas fotos não parecia que tinha muita coisa a ser visitada e terminei indo para Aachen na Alemanha que fica a 50 minutos de trem de Liège. A estação de trem de Liège principal (gare de Liège-Guillemins) fica um tanto afastada do centro e é necessário pegar um ônibus que custa 1,90€ e você paga diretamente ao motorista.

Liège

rio meuse
Liège

Passeio de barco

Como eu fui pra Liège no finalzinho da época de tempo bom, aproveitei e fiz um passeio de barco. As principais cidades da Europa são cortadas por rio e eu curto sempre que possível fazer um passeio de barco. Eu acho passeio de barco interessante porquê nos dá um outro ângulo da cidade.

rio meuse

Durante o passeio de parco, o barqueiro nos avisou que iriamos passear pela ponte mais famosa de Liège : Pont de Fragnée. A ponte foi construída para a Exposição Universal de 1905 e foi fortemente inspirada na ponte Alexandre III de Paris com todo o seu dourado e dois anjos em cada ponta.

Eu acho que a ponte Alexandre III é uma das pontes mais inspirativas porquê já fui em várias cidades que tem uma ponte inspirada nela, além dessa de Liège consigo me lembrar de uma em Praga e outra em San Sebastián.

Liège

Essa casa marrom no centro da foto é chamada de “maison Havart” é um dos imóveis mais antigos de Liège ainda de pé. A casa que hoje está desocupada foi construída em 1514.

Liège

Uma coisa legal de Liège é que existe uma dúzia de casa-barco que pode ser alugado facilmente nos sites e nas agências, quando estive em Liège o albergue quase inteiro eram de estudantes que tinham acabado de chegar na sua maioria estudantes Erasmus que iam passar o ano em Liège e estavam procurando alojamento.

Uma das minhas companheiras de quarto me contou que foi visitar uma casa-barco e quase aluga mas desistiu quando descobriu que o aquecimento no inverno era muito mais caro que numa casa normal, afinal morar “Amsterdam” style” tem seu preço!

waffle

Comes e bebes

Como qualquer cidade na Bélgica, o forte de Liège é a cerveja! São várias marcas para experimentar, inclusive muitos bares tem menu de degustação. Outra coisa bem comum é o waffle, aqui chamado de gaufre liégeoise, um pouco diferente os waffles que conhecemos. Além da forma mais arredondada e de ser menor, a massa também é um pouco diferente.

Liège na prática

Como chegar  em Liège

A cidade possui um aeroporto mas o maior fluxo ainda é o de trens sendo a principal estação a Gare de Liège-Guillemins que liga Liège as principais cidades belgas e as cidades da fronteiriças com a Bélgica como Aachen, Maastricht ou Lille.

Liège é uma das paradas do Thalys, o trem de alta velocidade que liga Paris, Bruxelas e Colônia. Saindo de Londres é possível ir de Eurostar e trocar de trem em Bruxelas.

Prefiram se hospedar próximo da Praça St Lambert, assim dá para fazer a maior parte dos passeios a pé e é mais interessante já que fora desse circuito não tem muita coisa turística.

[quote font=”helvetica” font_size=”14″ font_style=”italic” bgcolor=”#” color=”#” bcolor=”#” arrow=”no”]Outras cidades na Bélgica :

[/quote]

Procurando hotel em Liège?

Hospedagem: Aproveite ofertas exclusivas até 50%. Avaliações dos hóspedes, sem taxa de cancelamento, hotéis baratos, etc.

Passagens Promo: Encontre passagens aéreas baratas, encontre passagens aéreas com até 35% OFF.

Ingressos e Excursões: Não perca tempo! Lembranças não são feitas em filas. Reserve com antecedência e evite as filas das maiores atrações do mundo.

Viaje Conectado: O melhor chip internacional entregue em sua casa.

Seguro Viagem: Antes de fazer uma viagem é importante tomar alguns cuidados. O mais indicado é contratar um seguro viagem que te deixa tranquilo quanto alguns problemas. Ganhe 5% de desconto em seguro viagem com nosso link!

2 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia Paula,

    Sou Liégeois e gostei do seu artigo.

    Só queria fazer uma precisão : a Catedral de Liège (atual Saint-Paul e antiga Saint-Lambert) mudou quando a Catedral Saint-Lambert foi desmontada durante a revolução. Nesse momento, a Catedral Saint-Paul virou a Catedral de Liège. A Catedral Saint-Lambert ficava em frente ao Palais des Princes-Éveques. E a Catedral Saint-Paul já estava onde está hoje.

    Não sei se você foi là, mas aconselho les Coteaux de la Citadelle subindo pelo bairro Pierreuse ou seguindo o muro de cintura do século IX, vale a pena.

    En tout cas, ça fait plaisir de voir que des gens qui viennent de si loin s’intéressent à Liège. On a déjà pas mal de touristes, principalement des Néerlandais, des Allemands et des Chinois… Heureusement, nous avons énormément d’étudiants Sud-Américains mais si ça peut créer des vocations chez les touristes, pourquoi pas. De plus, la Province de Liège dans son ensemble regorge de beautés à découvrir. La Province de Luxembourg est aussi exceptionnelle de par sa nature intacte.

    Bref, il y a beaucoup de choses à découvrir dans la région !

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.