Pelourinho : O Centro Histórico de Salvador

Última atualização

 pelourinho o centro histórico de salvador

O Pelourinho é a parte mais conhecida do Centro Histórico de Salvador que além do Pelourinho engloba também a região da Sé, Pilar e o bairro de Santo Antônio Além do Carmo. O Pelourinho está intimamente ligado a fundação de Salvador e ao desenvolvimento do Brasil na época colonial, e é um dos lugares mais visitados pelos turistas que vão a Salvador, seja para uma visita histórica ou cultural o Pelourinho é o ponto de partida ideal para descobrir Salvador.

 

 pelourinho o centro histórico de salvador

 

Pelourinho é na verdade o nome de um instrumento de punição usado pelo colonizadores portugueses, vocês já devem ter visto nos livros de História algumas fotos de escravos amarrados num tronco e sendo chicoteados, pois o tronco em questão se chama pelourinho e ficava em praça pública para servir de exemplo, e bem nessa ladeira aí fica um pelourinho, daí o nome do bairro.

 

 pelourinho o centro histórico de salvador

Igreja e Convento de São Francisco

A Igreja e Convento de São Francisco é o nome oficial para a igreja do Pelourinho que desde criança eu sempre chamei de “igreja de ouro”. Dedicada a São Francisco de Assis, a igreja é um das melhores expressões da arquitetura barroca no Brasil, é um sem fim de estátuas, anjos gorduchos e ouro, muito ouro!

igreja do ouro

Dizem que tem pelo menos 1 tonelada de ouro na igreja, e realmente é espetacular o dourado da igreja. Na parte do convento vale muito a pena conhecer o claustro e apreciar os azulejos que contam a vida de São Francisco de Assis. Essa última vez eu não entrei na igreja, mas em 2012 na última vez que entrei, custava R$ 5 a entrada.

 

 pelourinho o centro histórico de salvador

 pelourinho o centro histórico de salvador

 

Entre o Largo do Pelourinho e o Largo Pedro Arcanjo, você vai passar pela Rua Alfredo de Brito que possui várias lojinhas de artesanatos e lembrancinhas, por eu ser de Salvador nunca comprei muitas lembrancinhas no Pelourinho, mas sempre achei que é melhor comprar nessa rua e no Mercado Modelo.

Falando em comprar lembrancinhas, não esqueçam de pechinchar se o preço não tiver numa plaquinha fixa, eu particularmente não compro com os vendedores de rua porquê são muito insistentes, eles já chegam colocando colar de berimbau e fitinha do Bonfim em você mesmo se você disser que não vai comprar e isso é bem chato, então pelo menos nessa rua vai ser um pouco mais tranquilo se você comprar nas lojas.

 

 pelourinho o centro histórico de salvador

 

Esse prédio azul é bem conhecido no Largo do Pelourinho, é nele que fica a Fundação Casa de Jorge Amado que é uma ONG que visa preservar a memória de Jorge Amado e de Zélia Gattai, sua esposa.

A fundação funciona também como museu, já que desde a sua criação há exposições permanentes de obras, fotos e objetos que pertenceu ao escritor. A Fundação Casa de Jorge Amado ministra palestras, cursos e incentiva a literatura.

Também é bem aí que ocorrem alguns ensaios de bandas de percussão como Olodum ou Didá que é a “versão feminina” do Olodum, apesar de hoje em dia muitas bandas terem seus ensaios fechados, se você der sorte pode encontrar alguma banda de percussão ensaiando por lá. Também é desse largo que se tira ótimas fotos do Pelourinho, tanto subindo como descendo pegando igrejas e casarões históricos.

 

 pelourinho o centro histórico de salvador

 

Essas fitinhas aí apesar de parecerem não são “fitinhas do Bonfim” mas fitas que estavam penduradas na Igreja de Nossa Senhora do Rosário Homens Pretos ou simplesmente Igreja do Rosário dos pretos como nós chamamos em Salvador.

Uma curiosidade dessa igreja é que ela não foi construída a mando dos portugueses como todas as outras na época da colônia e sim a mando dos negros. Os escravos alforriados era em sua maioria devoto de Nossa Senhora do Rosário e começaram o que se chama de irmandade, que é uma associação religiosa de ajuda, com o tempo essa irmandade de Nossa Senhora do Rosário cresceu e os escravos começaram a juntar dinheiro para construir a igreja para a padroeira, depois de muitos anos eles conseguiram a autorização do arcebispo da época e com muita economia conseguiram fazer a igreja.

De cor azulada, a  Igreja do Rosário dos Pretos hoje é uma das mais importantes do Pelourinho e é nela que hoje são comemorado ofícios em favor do povo negro.

Terça da Benção

Todo soteropolitano sabe da Terça da Benção, é uma tradição bem antiga no Pelourinho. A Terça da Benção nada mais é que uma missa na Igreja de Nossa Senhora dos Rosários dos Pretos, mas uma missa especial! Uma missa quase festa, com tambores, batuques, danças e coreografias de afoxé!

É uma missa que mistura as tradições católicas com o tradições das religiões de matriz africana, algo bem comum em Salvador. É uma mistura de gente que vem pedir benção, proteção com o espirito festeiro que temos, a mesa é uma coisa linda com cânticos super animados.

Como o nome já diz, acontece todas as terças-feiras na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos ( aquela igreja azul depois da Casa de Jorge Amado) e é necessário chegar cedo porquê a igreja fica lotada, com gente inclusive do lado de fora, aliás terça a noite é um dos dias mais lotados do Pelourinho.

 

 pelourinho o centro histórico de salvador

 

 

A escadaria difícil é a da Igreja do Passo, cujo nome oficial é Igreja do Santíssimo Sacramento da Rua do Passo, mas que os soteropolitanos e eu inclusive, chamam de “Igreja do Pagador de Promessas” porquê foi na escadaria dessa igreja que foi filmada o filme o Pagador de promessas que é o único filme brasileiro até hoje que recebeu a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

No filme a igreja leva o nome de Igreja de Santa Bárbara, mas na realidade é a Igreja do Passo que é filmada. Essa igreja está em reforma faz alguns anos e por isso mesmo está fechada ao público, nas suas escadarias acontece o show do cantor Gerônimo as terças-feiras a noite.

 

monumento cruz caida

 

O Monumento à Cruz Caída marca o local onde foi construída a primeira igreja no Brasil em 1553 que era a antiga Igreja da Sé que foi demolida em 1933 para dar lugar aos trilhos do bonde que na época passavam por alí.

Em 1999, na ocasião dos 450 anos de salvador, foi inaugurada a cruz que é obra do artista plástico baiano Mário Cravo. No mesmo marco fica um monumento as baianas, não deixe de passar e apreciar a vista da Baía de Todos os Santos, é um dos melhores lugares para fotografar durante o pôr do sol.

 

 pelourinho o centro histórico de salvador

 

Aqui é a Praça Tomé de Souza que abriga o Elevador Lacerda, Prefeitura, Câmara de vereadores de Salvador e o Palácio Rio Branco, ganhou um letreiro com o nome de Salvador. No canto direito da foto é o Palácio Rio Branco, antiga sede dos governadores que foi fundada por Tomé de Sousa para ser a sede do governo português no Brasil, para quem quiser visitar o Palácio Rio Branco, há visitas guiadas grátis, mas é necessário marcar com antecedência. Quem não tiver tempo para a visita guiada, pode entrar e visitar algumas partes do palácio por conta própria.

 

elevador lacerda

 

Eu dei azar de ir no dia mais nublado para tirar fotos, mas para quem tem sorte é possível tirar fotos incríveis do Elevador Lacerda pegando a Baía de Todos os Santos, dá até para ver um pedaço da Ilha de Itaparica no fundo.

Outro dia conheci uma brasileira numa viagem, e ela quando descobriu que eu era de Salvador, me contou da viagem dela em Salvador e disse que gostou de tudo mas que ficou decepcionada porquê o Elevador Lacerda não era panorâmico, eu paciente tentei explicar a ela que se trata de um elevador histórico que tem quase 150 anos e que na época da construção não existia tecnologia para fazer um elevador panorâmico, alias na época que foi construído ele já foi um super avanço da tecnologia porquê era o mais alto do mundo!

Sim, o Elevador Lacerda é fechado, e liga a Cidade Alta a Cidade Baixa em Salvador e para o turista, liga o Pelourinho ao Mercado Modelo e custa módicos R$ 0,15.

Eu fiz um mapinha abaixo com os lugares citados no post, é tudo bem perto mas entrar nas igrejas, visitar e fotografar ocupa facilmente uma manhã ou uma tarde inteira.

Pelourinho dia e noite

Uma coisa que nem todo mundo sabe, é que o Pelourinho é sinônimo de festa o ano todo! O programa Pelourinho Dia e Noite é um programa do governo com o objetivo de fazer do Pelourinho um pólo de cultura o tempo todo. Soteropolitanos já sabem que o Pelourinho é lugar de festa todos os dias, eu cresci ouvindo minha tia dizer que ia pra Terça da Benção, depois os ensaios do Olodum na Praça Tereza Batista ao domingo e depois ouvir a Lambada da Delícia do Gerônimo nas Escadarias do Paço.

Não importa o dia que você passe pelo Pelourinho, tanto de dia como de noite sempre tem um programação cultural riquíssima.

casa do carnaval da bahia

Museus no Pelourinho

O Pelourinho abriga vários museus diferentes, e várias outras galerias de arte. Entre os principais eu ressalto a Casa do Carnaval da Bahia, um museu que conta a história do nosso carnaval, desde o primeiro trio elétrico lá com Dodô e Osmar, até os dias de hoje, ressaltando as grandes estrelas do Axé e os números enormes do Carnaval de Salvador.

A Casa do Benin é um outro museu interessante. Eu não sabia que o Benin tinha uma relação tão forte com Salvador, o Benim, antigo Reino do Daomé é de onde muitos escravos saíram com destino as América, e como na época Salvador era a capital, muitos chegaram lá. Aliás a Casa do Benin tem um acervo maravilhoso de peças africanas, e ainda fotos de Pierre Verger.

O Pelourinho tem ainda o Museu Afro ( que está longe de ser igual ao Museu Afro de São Paulo, mas que ainda assim é interessante e vale a visita se você estiver com tempo disponível.

Carnaval no Pelô

Quando se fala de Carnaval de Salvador, quase todo mundo pensa em trios elétricos, mas existe um terceiro circuito do carnaval um pouco diferente dos demais, que é o Circuito Batatinha no Pelourinho. O Circuito Batatinha tem a diferença de não ter trios elétricos, e ser um carnaval mais à moda antiga.

O Carnaval no Pelô como chamamos, se concentra na Praça da Sé, Largo do Pelourinho e Praça Castro Alves e tem marchinhas, bandas mais alternativas e é bem mais tranquilo para o folião, a tal ponto que é um lugar onde costumamos ver muitas famílias, durante o dia sempre tem programação infantil, é um lugar para curtir o carnaval com crianças também.

são joão no pelô

São João no Pelô

Em junho, a pedida no Pelourinho é o forró! Tradicionalmente Salvador fica vazia na época do São João já que as pessoas costumam viajar para cidades do interior. Quando eu era criança, ficar em Salvador no São João era sinônimo de não ter absolutamente nada para fazer, mas desde o início do programa chamado de São João no Pelô, isso mudou.

Durante a época junina, o Pelourinho vira um grande arraiá, com muitas bandas, trios tradicionais de forró, artistas consagrados e outros. O Pelourinho vira uma pequena cidade do interior com música, comidas juninas, decoração e muita festa para quem não pôde ir para as cidades do interior.

Pelourinho combina com o quê?

Dá para casar uma ida ao Pelourinho com uma ida a Cidade Baixa, visitar a Igreja do Bonfim, Ribeira e região. Outra opção é depois do Pelourinho emendar com uma ida ao Farol da Barra, e se for de tarde já ficar para pegar o pôr do sol por lá. Se preferir pode ficar apenas por lá mesmo, tem atração para muitas horas.

O que fazer no Pelourinho com mapa

 

Outros posts sobre Salvador

 

Hospedagem em Salvador selecionados por bairros

BarraCentro HistóricoItapuãRio Vermelho
Ondina PitubaPraia do FlamengoStella Maris
AeroportoVitóriaArmação Santo Antônio Além do Carmo

 

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.