Roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e  Países Bálticos

Roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

O ano passado nas férias de verão eu resolvi visitar países que são conhecidos pelo frio, assim conhecendo eles no verão e com dias mais longos seria mais fácil para aproveitar a visita.

Já fiz posts aqui sobre essa viagem mas na semana passada uma amiga me pediu um conselho sobre o roteiro dela, e como a dúvida dela pode ser a dúvida de mais gente, eu resolvi fazer um roteiro explicado da minha viagem que inclui Finlândia, Rússia, e Países Bálticos (com exceção da Lituânia)

10 dias é tempo suficiente? 10 dias ao meu ver é pouco, eu passei 12 dias  nesse mesmo roteiro e posso dizer que visitei os lugares principais, mas como com exceção de São Petersburgo, são cidades relativamente pequenas e que dá para visitar tudo a pé, é possível deixar um roteiro bem enxuto

 

Roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

Finlândia

Helsinque foi a primeira parada, eu passei 1 dia e meio na cidade e foram bem aproveitados, visitei a Catedral de Helsinque, fiz passeio de barco, comi carne de rena, visitei parques, lagos e sai um pouco do centro turístico. Helsinque não é uma cidade cheia de monumentos e a parte mais turística fica em torno do porto.

Roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

Para quem quer fazer esse roteiro em mais tempo, pode ficar dois dias em Helsinque, ou se você realmente tiver tempo sobrando pode ficar três dias, mas Helsinque não é assim uma cidade que precise de muitos dias para conhecer, exceto se você quiser conhecer a parte não-turística e os museus de Helsinque, eu fui em alguns museus e adorei o Ateneum e o Kiasma.

roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

Estônia

Saindo de Helsinque, fui de ferry até Tallin, passei dois dias inteiros em Tallin que para mim era a cidade que  eu mais queria conhecer. A cidade antiga é fortificada e é nela que se situa os pontos turísticos. Sem dúvida, o lugar que os turistas mas querem ver é a Catedral de Alexandre Névsky que estava em reforma quando fui lá.

Roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

Subi na igreja de São Olavo para poder ver a cidade do alto, apesar dos degraus estreitos e do cansaço eu repetiria a subida facilmente. Se você não quiser subir a igreja de São Olavo, pode subir nos muros da cidade que é algo bem mais simples de fazer mas que apesar de ser legal não propicia uma vista tão legal da cidade.

Falando em vista, Tallin tem diversos mirantes espalhados pela parte mais alta da cidade que é a parte próxima da Catedral de Alexandre Névsky. Eu até me aventurei fora dos portões da cidade fortificada, mas achei que oferece poucos atrativos aos turistas.

Roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

O centro da cidade me encantou, parece ter saído de uma história medieval de vários séculos atrás, e para completar há muita gente vestida com roupas medievais no centro, tá certo que todo mundo que se veste com roupa medieval trabalha para algo ligado ao turismo como restaurantes e passeios, mas ainda assim ver o centro todo decorado e com pessoas vestidas à caráter encanta os turistas.

No meu primeiro dia eu jantei num restaurante conhecido por oferecer apenas pratos medievais e segundo eles a receita é original da época, o Olde Hansa foi o meu melhor jantar das férias.

Roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

Fiquei 2 dias na cidade mas no primeiro dia já tinha visitado quase tudo porquê a cidade é bem pequena, só não visitei tudo no primeiro dia por causa da chuva, então em dois dias eu visitei tudo, fiquei presa no hotel por causa da chuva, saí do eixo turístico e repeti visitas a alguns lugares só para vocês terem noção do quanto a cidade é pequena.

roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

 

São Petersburgo

De Tallin, eu peguei um ônibus noturno para São Petersburgo que é a maior das cidades que visitei durante a viagem, eu não fazia muito ideia do que esperar de  São Petersburgo e ela me surpreendeu sendo uma linda metrópole, e foi onde passei mais tempo, cinco dias e se ficasse mais tempo eu tenho certeza que ainda assim teria coisas para visitar.

Sem dúvida alguma, São Petersburgo foi a cidade mais incrível que conheci do meu Roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

roteiro de 5 dias em são petersburgo

Para mim, São Petersburgo não perde nada em beleza para cidades como Paris ou Viena, eu fiquei muito surpresa quando na minha chegada eu dei de cara com o Hermitage, o tamanho, a imponência e a beleza dos monumentos em São Petersburgo me encantaram.

roteiro de 5 dias em são petersburgo

Eu recomendo quatro ou cinco dias na cidade, assim dá para visitar o Hermitage, a Fortaleza de São Pedro e São Paulo, e o Palácio de Verão que são passeios demorados. Há também vários passeios no rio Neva e nos vários canais da cidade, adorei o do rio Neva e queria fazer o dos canais mais por ser a época de baixa dos canais, nenhuma empresa estava fazendo passeios exclusivamente nos canais.

Roteiro de 4 dias em São Petersburgo

Pude ver alguns resquícios de socialismo em são Petersburgo, como por exemplo a dificuldade de encontrar um supermercado mesmo que pequeno na cidade, o que encontrava era pequenas mercearias de bairro, e todas elas tinha pouca variedade de produtos, mas de resto achei São Petersburgo como as outras cidades da Europa, com seus fast food americanos, lojas e shopping.

roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

 

 

Letônia

Para fechar o meu roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos, eu escolhi Riga a capital da Letônia já que não iria até a Lituânia. Riga não é tão turística quanto Tallin mas é bem maior, e mesmo fora do centro turístico há coisas para ver, aliás a atração que achei mais bonita na cidade estava fora do centro histórico que era a Catedral da Natividade de Cristo.

Roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos

Riga tem catedrais bonitas, e praças e museus interessantíssimos com o centro histórico com o estilo Art Nouveau germânico, a Catedral de Riga possui uma torre com vista panorâmica e por apenas 3€ você pode subir lá, e o melhor é que para subir tem um elevador e apenas alguns poucos degraus. Acho que dois dias em Riga seria legal pra visitar, 3 dias se você quiser ver os vários museus.

O roteiro de 10 dias pela Finlândia, Rússia e Países Bálticos na prática

Achei 10 dias bem apertado, fica melhor feito em 12 dias mas com muito jeito e cortando algumas coisas é possível também fazer em 10 dias. Uma dica para quem está sem tempo é fazer os deslocamentos a noite, assim o dia fica livre para explorar as cidades. Vejam aqui como foi o meu roteiro :

 

Procurando hotel?

Planeje sua viagem e aproveite as ofertas dos nossos parceiros

Pesquisa de voos baratos: Pesquise e compare voos no JetRadar

As melhores ofertas de hotéis estão aqui: Booking.com

Se você prefere viajar de trem: Rail Europe

Aluguel de carro: As melhores tarifas para alugar um carro

Ônibus Turístico no mundo todo: Big Bus Tours

Reserve os ingressos para atrações e tours guiados: Ingressos corta fila para atrações no mundo todo

Prepare a sua viagem com os guias: Planeje já sua viagem!

Seguro de viagem, simples e flexível: Comprar, prolongar e requisitar online

A cada vez que você reserva pelo meu blog, eu ganho uma pequena comissão que ajuda a manter o blog, obrigada!

About The Author

Uma menina baiana morando em Londres, apaixonada por cosméticos, e por viagens.. Adora viajar e tem uma queda por Istambul e Tóquio.

Related posts

8 Comments

  1. Juliana

    Oi, Paula! Quero muito fazer um roteiro bem parecido com o seu, queria saber quanto a questão de custo. Já li que na Finlândia o custo é bem elevado…

    Reply
    1. Paula Augot

      Juliana

      A Finlândia é sim um país um pouco mais caro, mas achei lugares mais em conta para comer, fui na feirinha e comi nas barracas, e também não fui a nenhuma atração paga…como passei apenas 1 dia e meio lá, não foi tão caro assim..

      Reply
  2. Neilimar

    Oi Paula, quero ir nessa direção agora em Maio. Se puderes me tire uma duvida ou impressão 🙂
    Você teve alguma situaçao embaraçosa ao ao lidar com o idioma na Rússia? Veja se lembras de alguma ideia sobre a língua, pra facilitar o dia em moscow e st. Petensburgo

    Reply
    1. Paula Augot

      Neilimar

      A verdade é que o inglês não é tão falado assim por lá, mas se os gringos sobrevivem no Brasil, a gente também sobrevive por lá =)

      No meu primeiro dia, num café onde absolutamente ninguém falava inglês e a solução foi apontar pras coisas e pedir, não tem erro mas na hora de pagar, eu aproveitei que tinha aprendido a dizer “a conta” e pedi…aliás eu tinha um livrinho com frases básicas mas q nao usei tudo.

      Nos outros dias foi bem mais simples, e pelo menos em São Petersburgo eu encontrei nos restaurantes algumas pessoas q falam inglês, mas na região mais turísticas, se vc ficar só nela não tem muito problema.

      Reply
  3. pedro

    Oi Paula, td bem?
    Estou programando uma viagem em Março/2017. A principio embarcaria no dia 06/03 de SP até Tallin, passando por Riga, Vilnius, Kalinigrando, Gdansk, Varsóvia e finalmente Cracóvia no dia 29/03. Ainda estou estudando como fazer a divisão dos dias. Minha dúvida é: Vc indicaria incluir Helsinque? Não a inclui por ser uma cidade mais cara que as demais…
    Estou tentando gastar no máximo 6.000 reais…rsrs
    Será possivel?

    Reply
    1. Marcelo

      Olá Pedro,
      Caso não tenha incluído Helsinki no seu roteiro, tire um dia quando estiver em Tallinn e faça um bate e volta de ferry, que vai de manhã e retorna à noite, por mais ou menos €30 na classe turística. Tem várias companhias. (Desculpe pela intromissão no seu blog, Paula.)

      Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *